Blog Ilton Muller

Miroh conquista quatro medalhas em premiação Internacional de Chocolate

Internacional Chocolate Awards reconhece a excelência na fabricação de chocolates finos das Américas

O atelier de chocolates Miroh, de Gramado, tem muitos motivos para comemorar. Com apenas um ano de funcionamento, conquistou quatro medalhas de Prata no conceituado "Internacional Chocolate Awards – Competição Chocolatier Americas Bean-to-Bar", um dos mais importantes concursos do setor no mundo.

Criada em 2012, a premiação visa reconhecer a excelência na fabricação de chocolates finos e produtos feitos a partir dele. Única competição internacional independente, também tem o objetivo de apoiar empresas, chocolatiers e artesãos que o utilizam, promovendo o desenvolvimento e o crescimento do setor, além de apoiar os agricultores que cultivam o cacau.

O júri que definiu os vencedores foi composto por especialistas de vários lugares do mundo, como EUA, Canadá, América do Sul, Europa e Hong Kong.

 

Chocolate ao leite teve maior premiação

Disputando com os melhores fabricantes de chocolates finos de todas as Américas, a Miroh conquistou quatro medalhas de Prata com Chocolate ao Leite 42%, Chocolate ao Leite com Café Blum's, Venezuela Caribe 58% Dark Milk e Índia 54% Dark Milk.

Vale destacar que com o Chocolate ao Leite 42%, a Miroh conquistou 88,3 pontos, maior pontuação entre os chocolates do Brasil participantes e entre os três maiores fabricantes de toda a América. "Estamos muito orgulhosos e felizes por, em uma competição tão importante e conceituada, termos alcançado resultados excelentes. Isso mostra a qualidade do nosso produto e representa toda a dedicação que a equipe vem colocando para fabricar chocolates com alta qualidade", destaca o chef chocolatier Ricardo Campos (foto).

 

Rumo ao Mundial

Os excelentes resultados conquistados na edição das Américas validou a participação da marca na final da edição mundial do "Internacional Chocolate Awards", que acontece nos meses de outubro e novembro, em Hannover, na Alemanha. Seus quatro produtos vão disputar com os melhores chocolates de todo o mundo.

A Miroh já nasceu alinhada com o processo B2Bar – já disseminado nos EUA e em alguns países da Europa –, que prima pela qualidade de ponta a ponta no processo de produção do chocolate, da escolha da amêndoa até o produto final. Focada nisso, trabalha somente com fazendas sustentáveis, que fabricam cacau orgânico, premiado e que não utilizam trabalho escravo ou infantil.

 

Créfdio da foto: Ariane Raudenberg/Divulgação

Tags:Reconhecimento na América

Confira outros posts

Praça João Corrêa, no Centro de Canela
Liga, a expressividade da mulher em Gramado há quase 50 anos
Igreja São Pedro lota no concerto de Páscoa

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!