Blog Ilton Muller

Movimento de empresários defendeu flexibilização da atividade econômica

Protestos ocorreram simultaneamente em três locais na manhã desta terça-feira, em Gramado

A abertura das atividades econômicas nos horários de atendimento aos turistas – inclusive à noite e aos finais de semana  - estava entre os motivos dos protestos que ocorreram na manhã desta terça-feira (23), em Gramado. “O turismo não é o vilão” era uma das faixas expostas nas manifestações que ocorreram a partir das 7h nos pórticos de acesso a Gramado e na divisa com Canela. A convocação foi através das redes sociais.
Rodrigo Hennemann, um dos organizadores do protesto que ocorreu a partir das 7h, citou que o decreto de flexibilização do comércio e dos restaurantes proposta pelo Estado não atende as necessidades do setor turístico. “Se o comércio não abrir, o turismo não reabre”, afirmou Rodrigo, destacando que o turismo é que movimenta a economia da região.
Desde sábado os empresários dos ramos da gastronomia, hotelaria e comércio estão articulando protestos. Alguns, inclusive, manifestaram a intenção de abrir os estabelecimentos à revelia do decreto estadual caso fosse mantida a decisão judicial que proibia a cogestão do Plano de Distanciamento Controlado entre municípios e Estado. A cogestão autoriza os municípios a adotarem protocolos da bandeira vermelha quando a classificação for preta, como está ocorrendo  em todo o RS, no momento.
“Queremos reivindicar nosso direito de trabalhar e que os poderes públicos cuidem da saúde”, afirmou Gilberto Tomasini que estava entre os empresários que realizaram um outro protesto, por volta das 9 horas, na divisa entre Canela e Gramado.

Tags:Protestos

Confira outros posts

Nathan e Larissa, craques formados na Toque OK
 Gramado vacina idosos acima de 67 anos em novo drive-thru, nesta terça
A imersão nas novas tendências do turismo está chegando

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!