Blog Ilton Muller

Gramado viverá 12 dias intensos de literatura

Iniciou a Feira do Livro com atividades na praça, biblioteca e escolas

A 24ª Feira do Livro iniciou nesta sexta-feira, em Gramado, reunindo 12 bancas que comercializam todos os gêneros de literatura, com os preços mais variados. O evento terá atividades nas escolas e na Biblioteca Municipal Cyro Martins. E segue até o dia 12 de outubro.

E a cerimônia de abertura reuniu os principais personagens do mundo literário:

- a escritora e pesquisadora Iraci Casagrande Koppe (patrona do evento);

- o livreiro Luia Barbacovi (vice-prefeito);

- o leitor aficionado desde a infância, Ricardo Bertolucci Reginato (secretário municipal da Cultura);

- e a auxiliar de biblioteca Margarete Anschau (coordenadora do evento).

E em torno deles, milhares de livros expostos nas bancas. Em seu discurso, cada um destacou a importância da literatura. Iraci disse que a leitura abre horizontes. Luia citou que os livros continuam sendo importantes na vida das pessoas; Ricardo fez um histórico da sua convivência com os livros, incentivado pela mãe Isa Bertolucci; e Margarete referiu o papel importante da feira para despertar o interesse pela literatura.

A cerimônia de abertura teve, ainda, a participação da cantora Ástrid Godoi com o encenação “Bardos líricos, contemplação e liberdade”

 

Iraci Koppe, patrona da feira

Nasceu em 15 de agosto de 1932, em Capinzal/SC. Aos 5 meses foi trazida para Gramado por seus avós maternos, Pierina e Henrique Bertolucci, tendo sido criada por eles. Em 1958, foi eleita a 1ª Rainha das Hortênsias, evento que transformou Gramado em cidade turística. Pesquisadora da história do município, escreveu durante muitos anos para o Jornal de Gramado. Em 1999 recebeu o título de Cidadã Gramadense. De 1996 a 2000 ocupou o cargo de diretora do Arquivo Histórico Municipal, Museu de Arte, Museu Municipal e Conselho de Patrimônio Histórico de Gramado, ocasião em que fundou o Arquivo e Museu dos Festivais de Cinema e escreveu o livro "Raízes de Gramado II".

Em parceria com o pesquisador Carlos Gilberto Drecksler, escreveu os livros "Era uma Vez", "Eterna Sociedade Recreio Gramadense", "Retratos" e "Romantismo". Orgulhosa de pertencer a esta comunidade, escreveu também "100 Anos - Paróquia São Pedro" em 2017. E em 2019 publicou

“O Lago, as Hortênsias e o Turismo”, livro em que destaca a criação do bairro Planalto e os primeiros passos de Gramado no turismo.

 

Tags:Mundo literário

Confira outros posts

Longas gaúchos ficam disponíveis na internet até 21 de agosto
Gramado Summit confirma data para edição de 2022
CTG Manotaço oferece Oficina de Violão

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!