Blog Ilton Muller

A família do canto coral viveu momentos de emoção na Festa da Colônia

Grupos de canto trabalham para manter esta arte viva em Gramado

Grupos de canto recentes e outros quase centenários; vozes jovens e experientes se revezando no palco; descendentes de alemães cantando em italiano, e italianos entoando um canto em alemão; músicas sacras, folclóricas e populares cantadas com muita alegria. Tudo isso foi proporcionado no 6º Encontro de Corais de Gramado que ocorreu na noite de quinta-feira (12), no palco Pró Cultura, na 31ª Festa da Colônia de Gramado.

“É o encontro da família canto coral de Gramado”, afirmou a maestrina Juliana Sehn, que organizou o evento que teve a sua primeira edição em 2015. Ela destacou que nem todos os grupos de Gramado puderam participar do evento pois recém estão retomando os ensaios após a pandemia. Segundo Juliana, Gramado tem 12 grupos vocais. Ela agradeceu a oportunidade que a Festa da Colônia proporcionou ao sediar o evento. “Gramado já foi uma referência no canto coral”, afirmou ela, citando como exemplo o coro de mais de mil vozes que se apresentou numa das primeiras edições do Natal Luz.

O evento foi prestigiado pelo secretário municipal de Cultura, Ricardo Reginatto, que anunciou que a partir de junho, Gramado terá, aos finais de semana, em pontos turísticos tradicionais, atividades folclóricas. “Os corais terão seu espaço neste evento”, frisou, elogiando a persistência dos cantores na manutenção desta arte.

 

Momentos de emoção

 

Os corais participantes foram o Circolo Trentino e Coral Infanto Juvenil São Pedro (regidos por Juliana), Nossa Senhora da Pompéia, São Luiz e São Pedro Adulto (regidos por Alexandre Meneguzzo), e Vozes de Gramado, sob o comando de Liris Neumann.

O 6º Encontro de Corais de Gramado foi marcado por dois momentos emocionantes. O primeiro foi quando a nova geração de cantores do Coral Infanto Juvenil São Pedro foi aplaudido de pé, em reconhecimento ao esforço de preservar a arte do canto coral. O segundo foi quando todos os coralistas se uniram para cantar duas composições, a italiana La Montanara, e a alemã Heimweh.

 

 

Fotos: Cleiton Thiele/Divulgação

 

Tags:Cultura

Confira outros posts

Segunda dose: somente 160 vacinas da CoronaVac
Natal Luz de 2024 já tem data para começar: 24 de outubro
Novos sabores da Pizzaria Hector celebram cultura alemã e italiana

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!