Blog Ilton Muller

Sindiágua pede apoio da Câmara contra a privatização da Corsan

Reunião virtual com o presidente do Legislativo de Gramado debateu o assunto

 “A água é um elemento essencial para vida e não pode ser motivo de lucro e mercantilização. É a sociedade gaúcha que deve se manifestar se quer mesmo vender a Corsan e a água”. A opinião é de Arilson Wünsch, presidente do Sindiágua/RS, que teve uma reunião virtual com o Poder Legislativo de Gramado na última terça-feira. O sindicalista reforçou a necessidade de apoio da Câmara de Gramado quanto à importância da Corsan no município.
O Sindiágua defende a manutenção do plebiscito em que a população poderá opinar quanto à privatização (ou não) da Corsan. “É uma empresa estadual extremamente lucrativa, por isso solicitamos a ajuda dos líderes políticos gaúchos. Ou seja, queremos que as comunidades possam votar e decidir também”, comenta Arilson Wünsch.
Ele destaca que não é verdadeira a ideia de que a Corsan é um “cabide de empregos”, já que a companhia tem 5.600 servidores concursados e menos de 30 CCs.

Alertas para obras e tarifas
O presidente do Legislativo, vereador Professor Daniel (PT), reitera que é necessário um olhar para as obras executadas no município pela Corsan – e as suas possíveis continuidades caso a estatal seja privatizada. “Também devemos falar sobre o aumento da tarifa, estimada em 30% caso exista essa mudança na Corsan”, confirma.

Tags:Alertas e riscos

Confira outros posts

Alunos da Feevale fazem estudo de projeto para a construção de um teatro em Gramado
Villa Santa Claus comemora primeiro aniversário 
Evelize Silveira Benetti tem inspiração na família

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!