Blog Ilton Muller

Recuperação da Casa do Major Nicoletti foi aprovado pelo Conselho do Patrimônio Histórico

Casa centenária, no Centro de Gramado, é um dos ícones da identidade histórica de Gramado

Tombada pelo patrimônio histórico em 2000, adquirida pelo município em 2009 e com projeto de Museu Casa apresentado em 2017, a residência do major José Nicoletti Filho, no Centro de Gramado, foi um dos temas da primeira reunião do  Conselho Municipal do Patrimônio Histórico, Artístico, Ambiental e Cultural de Gramado. 
Na reunião ocorrida na segunda-feira, o secretário de Cultura de Gramado, Ricardo Bertolucci Reginato informou aos membros do Conselho que o projeto arquitetônico do restauro da casa centenária está pronto e que a execução da obra se dará por meio de uma parceria público-privada. “Por se tratar de um patrimônio histórico municipal, o aval do Conselho é determinante para execução da obra. De maneira unânime, os membros do Conselho presentes na reunião validaram a continuidade do projeto”, informou o secretário.
A parceria para a restauração do imóvel já foi estabelecida pelo município com a empresa  Hasam Incorporações. A empresa contratada pela Hasam deve começar as obras nos próximos dias, após concordância do Ministério Público de Gramado. Serão investidos R$ 2,2 milhões no projeto. Após concluído o restauro, o quintal da Casa Major Nicoletti abrigará uma cafeteira e a bilheteria do museu. “O projeto foi realizado por um dos mais renomados arquitetos do Brasil, Evandro Eifler Júnior, responsável pelo restauro de vários prédios históricos. A empresa que fará a obra é de Gramado. O espaço abrigará dois ambientes, um para implantação de uma cafeteria e outro a bilheteria, que serão licitados. Serão dois prédios que em nada interferirão na estética da Casa e não impactará na Mata Atlântica existente no terreno”, explica o secretário.
A restauração da casa de dois pavimentos em madeira é um dos passos para a constituição do Museu Casa Major José Nicoletti, projeto apresentado em 2017. O projeto prevê desde a revisão do telhado, madeiramento, esquadrias, ferragens, sistema elétrico, além da instalação de ar-condicionado embutido, sistema de prevenção contra incêndio, até registro de história oral e oficinas de educação para o patrimônio. 
O acervo do museu será composto por objetos, fotografias e documentos do major Nicoletti e itens de doação de outras identidades culturais de Gramado. O projeto inclui, ainda, o resgate da história do município.
A casa está situada na Avenida Borges de Medeiros, esquina com a Rua Torta.

Linha de atuação do Conselho
Na reunião realizada na segunda-feira foram eleitos os novos presidente e vice-presidente do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico, Artístico, Ambiental e Cultural de Gramado:  Márcio Dillmann de Carvalho (que representa o Patrimônio Histórico e Artístico Municipal) e Janaína Poletti (representante do Setor Artístico).
Com o papel na conservação da cultura material e imaterial da cidade, o Conselho aproveitou a primeira reunião para traçar sua linha de atuação para os próximos meses, que inclui analisar e tornar público o estudo realizado em 2016 que elencou, em um inventário, os principais bens patrimoniais históricos do município.

Tags:História

Confira outros posts

Imunização dos adolescentes será retomada nesta sexta-feira em Canela
Eduardo Cardoso e Bruna Lawrenz realizam sonhos em Santa Catarina
Prefeitura de Gramado retoma processo seletivo de monitores de educação

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!