Blog Ilton Muller

Parque dos Pinheiros, uma unidade de conservação desde 2020

Projeto de barragem não trouxe água potável, mas criou um parque natural

Na postagem anterior, destacamos o projeto de criação de uma barragem no Mato Queimado que possibilitasse o armazenamento de água e, consequentemente, possibilitar o abastecimento de água no município na década de 80. O propósito inicial não foi atendido, mas a área se transformou em um parque natural.

A área foi declarada de utilidade pública para fins de desapropriação em 16 de agosto de 1985. Em 6 de dezembro de 2002, um novo decreto revogou o anterior e redefiniu o propósito da área como de interesse ambiental e paisagístico.

Em 2020, um decreto municipal criou a primeira Unidade de Conservação do Município de Gramado. A criação do parque natural é consequência de uma ação civil movida pelo Ministério Público iniciada em 2014. A partir do decreto, o atrativo passou a denominar-se Parque Natural Municipal dos Pinheiros. A área tem 133 mil metros quadrados, com uma fauna e flora diversificadas, em que se destacam as araucárias.

A área de represamento de água soma 17 mil metros quadrados, pouco mais de 10% da área total do parque.

 

Fotos do Parque dos Pinheiros (crédito: Ilton Müller)

Este conteúdo faz parte de uma série de notícias relacionadas aos 70 anos de Gramado, cuja emancipação política ocorreu em 15 de dezembro de 1954.

A série não segue uma cronologia e procura destacar fatos relevantes e momentos curiosos da cidade em sete décadas.

 

Tags:GRAMADO - 70 ANOS (36)

Confira outros posts

Câmara de Gramado realiza ações em comemoração à Semana da Mulher
IPTU foi a primeira lei sancionada em Gramado
Laghetto Golden lidera a alta e região Sul assume liderança no mercado de multipropriedades

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!