Blog Ilton Muller

Obras de artista internacional serão expostas em São Chico

O Aberto Espaço Cultural receberá obras em comemoração ao bicentenário do Peru

Nesta quarta-feira, dia 28 de julho, o Peru celebra seus 200 anos de independência. O bicentenário será pauta do Aberto que abre as portas do seu espaço cultural agora localizado em São Francisco de Paula, para o artista peruano Erly Almaza.

As obras de Almaza, também conhecido como Tito, respondem a perguntas sobre a vida do indígena andino contemporâneo, a essência do homem andino em um mundo globalizado. Em suas invenções, a subjetividade é evidenciada por meio do misticismo e da "mestiçagem" cultural. É um trânsito contínuo que anda de mãos dadas com o caráter do artista.

Serão, aproximadamente, 10 obras em gravura digital (processo contemporâneo de gravação de imagens por meios digitais, cuja impressão pode ser feita em papéis ou telas), além de algumas pinturas à óleo originais. Os preços variam de R$ 160 (gravuras digitais pequenas, tamanho médio de 15x15), R$ 380 as médias (35x20), ultrapassando a casa dos R$ 1.200,00 as pinturas à óleo original. Os trabalhos constituem acervo permanente do Aberto e podem ser prestigiadas a partir desta sexta-feira, dia 30 de julho.

 

Conhecendo o artista

Nascido em Arequipa, o artista viveu parte de sua infância em Ayaviri, cidade nos Andes peruanos. Estudou Artes Plásticas na Universidade Nacional de San Agustín em Arequipa. Em 2008 deu início ao projeto "Ayar a lenda dos Inkas" (uma história em quadrinhos que narra a origem dos Incas), formando a empresa Tawa Producciones ao mesmo tempo em que passava a trabalhar pinturas indígenas em óleo e acrílico.

Em 2009 realizou sua primeira exposição individual em Arequipa. Em 2010 iniciou exposições em Lima, capital peruana. Na sequência, passou por San Diego e Nova York, nos Estados Unidos. Em 2015 começou a expor suas obras indígenas na Europa, em 2016 mudou?se para Lima, onde passou a ser representado por várias galerias. Em meados de 2017 mudou?se para Porto Alegre para fazer o mestrado em Artes Visuais na UFRGS. Aqui no Sul, conheceu Marla Trevisan e Ricardo Giuliani, se tornando artista parceiro do Aberto. Devido à pandemia, retornou ao Peru, decidindo ficar por lá até que seja seguro viajar. Atualmente é professor de Artes Visuais e continua produzindo obras de arte que se movem entre o indigenismo e a fantasia.

 

SERVIÇO

Obras no artista Erly Almaza no Aberto Espaço Cultural

Sextas: das 15 às 19h

Sábado: das 10h às 19h

Domingos: das 10h às 13h

Agendamento personalizado pelo fone (51) 999301911

Endereço: Rua Assis Brasil, 236, São Francisco de Paula (RS)

 

Imagens

Papeleiro

 

Jazz patronal

 

 

Tags:Erly Almaza

Confira outros posts

Artistas visuais são convidados para projeto “Arte no Atelier”
Concierge Gramado reabre e ajuda movimentar a economia
 No Dia do Chimarrão, conheça os benefícios e a história da erva-mate

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!