Blog Ilton Muller

Moradores próximos ao Lago Negro apelam por mais sossego nas madrugadas

Brigada Militar garante que faz fiscalizações de rotina em toda a cidade contra aglomerações

As noites e madrugadas de sexta, sábado e domingo têm sido de intranquilidade para os moradores no entorno do Lago Negro, em Gramado. Nos últimos meses eles têm enfrentado o barulho de motores de carros, som de música em alto volume e gritos de pessoas que se aglomeram no local. “Na madrugada de sábado liguei mais de 40 vezes para a Brigada e o telefone sempre estava ocupado”, afirmou um morador. O atrativo que encanta os turistas durante o dia, atormenta os moradores das proximidades durante a noite. “Se a gente quer dormir tranquila, tem que sair de casa”, afirma uma moradora que apela por socorro às autoridades do município.
O morador diz que os vizinhos não sabem mais a quem apelar por sossego. As aglomerações que ocorrem ali não respeitam o distanciamento exigido neste período de pandemia e muito menos o direito ao descanso. “Diversas famílias têm crianças pequenas e idosos que não conseguem dormir”, comenta o morador. A mulher entrevistada cita que os grupos que se reúnem ali não respeitam nem o pátio das moradias. Quando o Brigada Militar comparece, os grupos se dispersam e logo que a viatura sai, eles voltam. “No sábado a bagunça foi até às 5h da manhã”, cita.
Ele afirma que os moradores pretendem se unir em torno de uma associação para terem mais força nas reivindicações. Eles não descartam procurar o Ministério Público para pedir apoio. “Só queremos o direito ao descanso”, frisa.

BM diz que atua e que tem mais dois números de telefone para denúncias
O capitão Lemartine Venzo, comandante da Brigada Militar de Gramado, afirma que a corporação  “atende todos os chamados relacionados a aglomeração e festas clandestinas. Estamos dando uma atenção especial às aglomerações ocorridas na madrugada no Lago Negro e Carriere, praças, entre outros locais públicos desde o início da pandemia”, afirma.
“No Lago Negro em específico, só neste final de semana temos registros de prisões por posses de entorpecentes e perturbação do sossego, ocorridos nas madrugadas de sexta, sábado e domingo.
Na madrugada de domingo mais de 20 jovens estavam no entorno do Lago, ainda alguns outros correram ao perceberem a chegada da viatura. A aglomeração foi devidamente cessada. Os participantes revistados e identificados, sendo encontrado com um deles uma quantia de entorpecente”, revela o capitão Venzo.

Mais dois números para denúncia, além do 190
Quanto as ligações para o 190, segundo Venzo, “este é um número de emergência que atende 35 mil habitantes, mais a população flutuante, e pode ocorrer de estar ocupado”. Por isso, a BM disponibiliza o número fixo (54-3295-8250) e ainda do aplicativo Whatsapp funcional: (54) 99633-0740, que também atende ligações. Todos são canais 24 horas a disposição da comunidade.

Tags:Pedido de socorro

Confira outros posts

Urubu-rei ganha recinto no Gramadozoo
Comunicação da região perde uma das suas vozes mais atuantes
Saúde fará mutirão para aplicação da vacina em público acima de 12 anos

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!