Blog Ilton Muller

Eventos movem a economia de Gramado e Canela

Convention Bureau estima mais de 400 eventos até setembro deste ano

 

O turismo de negócios difunde impactos positivos nas economias de Gramado e Canela. De pequenos encontros a grandes feiras com mais de 10 mil visitantes diários, as duas cidades se consolidaram como destinos ideais para eventos corporativos. Segundo o PROMEGC (Programa de Monitoramento dos Eventos de Gramado e Canela - pesquisa desenvolvida pelo Gramado Canela Convention & Visitors Bureau com os espaços para eventos das duas cidades), até o mês de setembro deste ano, foram realizados mais de 400 eventos, atraindo aproximadamente 120 mil turistas de negócios.

O Convention Bureau (CVB) tem papel importante dentro deste setor, oferecendo infraestrutura e serviços de alta qualidade, além de promover conexões que atraem esse tipo de turista para a Região das Hortênsias. Também movimenta a economia local, gerando oportunidades de negócios para os mais de 150 associados da entidade, que atuam em 49 segmentos diferentes.



Captar eventos e pesquisa]

“Além de nos preocuparmos em captar grandes eventos para contribuir com a economia da região, também realizamos pesquisas importantes, que ajudam a identificar o perfil do turista de eventos e também contribuem na captação de novos congressos. Estimativas internas revelam que cada turista de negócios gasta, em média, R$ 800,00 por dia durante sua estadia. Esse consumo injetou, até este momento do ano, mais de R$ 280 milhões na economia local”, conta Luciano Gonçalves, gerente executivo do Gramado Canela Convention & Visitors Bureau.
Outra pesquisa realizada pelo CVB, em alguns eventos captados e apoiados, mostrou que o turismo de negócios nessas cidades é marcado pela fidelidade dos visitantes. Surpreendentemente, 47% dos turistas de negócios que visitam a região o fizeram repetidas vezes, o que demonstra o encanto duradouro desses destinos.
Além disso, a pesquisa revelou algumas preferências interessantes dos visitantes de negócios. Apenas 3% viajam sozinhos, mais de 70% optam por se hospedar em hotéis, enquanto 20% preferem pousadas. Ainda mais surpreendente, 42% dos turistas de negócios têm uma renda familiar superior a R$ 10 mil, o que demonstra o perfil econômico diversificado desse público. Vamos fechar esse ano com 54 eventos captados e apoiados, um público de quase 70 mil pessoas e injeção na economia local de mais de R$ 165 milhões.

Tags:Turismo e negócios

Confira outros posts

Secretaria inicia campanha para adesão aos selos de turismo responsável
Exposição de Bez Batti está aberta ao público
Saúde promove cinco feiras de adoção de animais durante o mês de fevereiro

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!