Blog Ilton Muller

Escadaria da Escola Danton Corrêa se transforma em obra de arte

Espaço de convívio nos intervalos das aulas recebeu intervenção do artista plástico Lázaro Diego


Os 40 degraus da escadaria da Escola Estadual Danton Corrêa da Silva, no Centro de Canela, estão presentes na memória de estudantes, professores e funcionários que passaram por ali, nos 58 anos de existência do educandário. A escadaria que liga os dois prédios da escola foi transformada este mês em uma obra de arte com muita cor, motivações e referências aos livros, além de homenagem a importantes autores gaúchos.
A ideia da diretora Leandra dos Santos, que comanda a escola há 9 anos, surgiu quando ela viu a foto de uma escola no Líbano e teve a ideia de fazer o mesmo em Canela. Uma das professoras da escola, Nathalia Martins Vieira da Silva, é casada com o artista plástico cubano, Lázaro Loiser Sánchez Diego, que é radicado no Brasil e decidiu oferecer a pintura de forma voluntária para a escola e alunos.

Arte reproduz uma estante com livros
O artista, após visitar o espaço há dois meses, viu o desafio e iniciou os trabalhos. A concepção partiu da criação de um desenho que remeteu a uma prateleira de livros com várias temáticas. Uma parte, com homenagem a escritores gaúchos consagrados como Mario Quintana, Lya Luft, Luis Fernando Veríssimo, Martha Medeiros, Paixão Cortes entre outros.
Os demais degraus receberam temas de valorização social, educação, incentivo à reflexão dos alunos e para a leitura. A técnica usada foi pintura em óleo que garante maior longevidade da obra. Foram mais de sete dias pintando a escadaria e fazendo cada detalhe com muito carinho, pensando nos alunos. A escola cedeu as cores primárias e o artista foi criando cores mais vivas que pudessem provocar impacto aos alunos e visitantes.

“Um presente para a comunidade”
"Para mim foi um trabalho importante, social e presente para a comunidade. Esta obra reflete a importância da leitura para a vida, para fugir um pouco da internet e entrar neste mundo dos livros como símbolo de aprendizagem", conta o professor de 33 anos que mora no Brasil há cinco anos e também foi professor de artes em Cuba.
A professora Paula Postal Pacheco conta que os alunos se identificam com a obra e se sentiram valorizados. "Eles adoraram, cuidam da escada e a obra melhorou a auto estima de todos da comunidade escolar", disse.
Várias gerações de moradores de Canela estudaram na Escola Danton, e a escadaria está na memória afetiva de todos. "Muitas pessoas da comunidade se conheceram aqui, iniciaram relações de amizade e até casamentos tendo a escola e a escadaria como pano de fundo. Valorizamos muito este presente e queremos agradecer o trabalho voluntário do artista que foi incansável", fala a diretora Leandra.

Créditos das fotos: Flávio Prestes.

Tags:Arte em Canela

Confira outros posts

Canela vacina idosos acima de 81 anos nesta sexta
Definidos os inscritos na 12ª Coletiva de Artistas Visuais de Gramado
Rita Gil: traços firmes e cores fortes em 35 anos de arte

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!