Blog Ilton Muller

Cultura perde o carisma e dinamismo de Maria Helena Oliveira (Lela)

Ex-diretora do Centro Municipal de Cultura faleceu nesta manhã

O movimento cultural de Gramado perdeu uma das suas principais batalhadoras. Faleceu na manhã desta terça-feira (16), Maria Helena Drechsler de Oliveira, a Lela, aos 56 anos. Servidora pública concursada, dirigiu o Centro Municipal de Cultura por 14 anos. Ela inclusive se despediu do cargo à frente do CMC no dia 18 de fevereiro em uma mensagem no Facebook dirigida aos amigos e à “preciosa classe cultural”. Ela escreveu: “Cultura é o bem maior, porque está no nosso DNA. Jamais isso sairá do meu coração e eu tiro o chapéu por essa classe que respeito”. Ela era reconhecida pelo carinho com os artistas e pelas ações em defesa da cultura no município.
Lela estava internada há três dias no Hospital São Miguel. Era casada com Gilmar Flores Nardini e o casal tinha dois filhos, Gregório e Bernardo.


NOTAS DA PREFEITURA E SECRETARIA DE CULTURA
Em nota em uma rede social, a Secretaria Municipal de Cultura se solidarizou com os familiares. “Aquilo que construímos durante a vida, o tempo não é capaz de apagar.
A Secretaria de Cultura de Gramado lamenta o falecimento de uma das grandes defensoras da cultura de nosso município, Maria Helena Drechsler de Oliveira, a Lela, que dedicou grande parte de sua vida à coordenação do Centro de Cultura Arno Michaelsen”, diz a nota.
Em nota, a Prefeitura de Gramado também se manifestou disse que “neste momento de tristeza e dor, nos unimos para manifestar nossas mais sinceras condolências aos familiares, parentes e amigos da “Lela”, rogando a Deus que conforte seus corações”.

 

Crédito da foto: Adriano Gonçalves 

Tags:Luto

Confira outros posts

Escola Ninho promove ação solidária para hospital
AABB Gramado-Canela inaugura espaço com uso de materiais reciclados
Preço da gasolina ultrapassa os 6 reais em Gramado

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!