Blog Ilton Muller

Abasc rima com abraço

Associação Beneficente Amigos de Canela tem executado ações para a comunidade

Há oito anos, quando nasceu, o primeiro olhar foi para o Hospital de Caridade de Canela. Mas a seriedade, envolvimento comunitário e a transparência do trabalho, ampliaram as ações da 
 Abasc – Associação Beneficente de Amigos de Canela. Hoje, a entidade que reúne mais de 20 voluntários, principalmente mulheres de Gramado e Canela, não se envolve apenas na captação de recursos para a casa de saúde, mas também de donativos que são distribuídos aos menos favorecidos. Em média são 450 famílias atendidas por mês, nas mais diversas necessidades como roupas, medicamentos, móveis, etc.
No ano passado, por exemplo, foram distribuídas 200 toneladas de alimentos. “A pandemia tem aumentado a necessidade das pessoas”, afirma Ana Nunes, presidente da Abasc. Ao lado dela na diretoria estão Ana Lídia Weber Bisol (vice-presidente) e João  Cassanta Richa (tesoureiro). O grupo conta com o apoio voluntário do contador  Gino Bazzan.
“Estamos sempre na luta. No ano passado  entregamos para a comunidade vulnerável  200 toneladas de alimentos, além de fraldas  ,leites  especiais e ajudamos o hospital quando é preciso”, afirma Ana Nunes. Em julho a entidade completa oito anos. 
A prioridade sempre foi o hospital. Assim a Abasc já reformou a ala pediátrica, cozinha e farmácia, doou desde um transformador com o dobro da capacidade, equipamentos diversos, medicamentos, cadeiras, colchões, cobertores, lençóis, fraldas geriátricas, leites para dietas especiais, entre outros benefícios. “Também fizemos algumas reformas  em casa de mães com bebês após a alta hospitalar. Seguidamente doamos medicamentos,colchões  especiais para pessoas da comunidade”, comenta Ana, acrescentando que a Abasc também auxilia a ONG Amigo Bicho, o projeto Esperança e Paz e a Casa Lar.

Apoio da comunicação nas ações 
Para a realização destas ações solidárias, a Abasc conta com o apoio da comunidade, como das associações de moradores dos condomínios Laje de Pedra e Reserva da Serra. As voluntárias do grupo fazem doações  mensais em dinheiro no valor que quiserem e se envolvem nas campanhas e ações realizadas, como o Chá do Abraço, Feijoada Solidária, Leilões e Bazar/Brechó, que foram suspensos desde março em função da pandemia. Em abril deve ocorrer um chá somente para entrega, numa parceria com o Grande Hotel Canela.
A entidade conta, ainda, com outros parceiros fiéis como a Rossi Administradora de Imóveis (disponibiliza uma sala para  os bazares); Maxi Glass Vidros (empresa de Canela que faz doações frequentes); Grupo  Corações Afetuosos (senhoras de Gramado que confeccionam roupinhas de bebês para serem entregues na maternidade do HCC);  Confapet (doou 500 quilos de alimentos); Agropet Noel (350 quilos de alimentos, leite e rações); loja Dalu (tem doado roupas com etiquetas para venda, valor revertido na compra de alimentos); Daupper (parceira direta com a doação  de biscoitos que são entregues a vários projetos); e Grupo Girassóis de Gramado (que neste final de semana entregou fraldas para a Abasc), entre outros.
Atualmente, o grupo conta com a colaboradora Juliana Lima que toda semana faz a entrega de roupinhas para os bebês (parte entregue na maternidade do HCC  e parte para as mães).  Os moradores do condomínio Laje de Pedra  realizaram no sábado um chá  interno, organizado por Cristiane Kiefer, que resultou em 1.576,reais para a Abasc.,valor que será revertido  em alimentos  e fraldas para doação.
“Agradecemos a todos que têm nos apoiado e acreditado no nosso trabalho”, afirma Ana.

Bazar e brechó atrás do Hospital
Em uma sala situada nos fundos do hospital, todas as segundas-feiras à tarde, senhoras voluntárias da Abasc atendem no bazar e brechó, onde são doadas e comercializadas roupas. O recurso oriundo da venda é revertido integralmente em ações sociais como compra de equipamentos para o hospital e compra de materiais que são direcionados às famílias em situação de vulnerabilidade social.

Tags:Solidariedade

Confira outros posts

Gramado recebe novas doses e vai ampliar a faixa etária para 31 anos ou mais
Olivas de Gramado iniciou primeira colheita
Oficinas da Cozinha Experimental no 13° Festival de Cultura e Gastronomia

Cadastre o seu e-mail para receber nossas notícias e novidades!